Eu e a F1

Oi eu sou o Danilo.

Como diz a música "recordar é viver...", decidi publicar a postagem sobre este assunto. Acho que por causa das corridas do Ayrton Senna eu achava bem legal a Formula 1 e o negócio “piorou” depois que li o primeiro episódio dos quadrinhos do Seninha.

Visto que por diversos motivos eu preferi não tentar ser piloto, tentei descarregar esse desejo nos games eletrônicos de Formula 1.

Vou contar para você um pouquinho de minha experiência com os jogos da Formula 1. A ideia não é falar sobre as características detalhadas dos jogos. Caso queira saber um pouco sobre alguns dos jogos que eu vou citar, vou deixar um link sobre uma matéria que publiquei sobre o assunto aqui. =D

Quando eu era criança - Turbo Game e a F1

Eu e a F1 - Turbo Game by jogos.uol.com.br

Para quem talvez nunca ouviu falar, o Turbo Game era uma versão do NES de 8-Bits, fabricado pela CCE. A vantagem desta versão é que ele tinha suporte para cartuchos pequenos e cartuchos grandes ( A caixa dele era um show a parte ).

Embora o Master System tinha uns joguinhos legaizinhos de Formula 1, nenhum se compara ao F1 Sensation, que descobrimos por acaso.

F1 Sensation - NES by Youtube

O “Sensation” como nós o chamávamos, era o nosso sonho de consumo quando éramos crianças. Sempre quando possível, nós alugávamos este jogo. Na minha opinião, de longe, esse era o melhor jogo de F1 de 8 Bits. Vencia tranquilamente o Mônaco GP do Master System e era melhor que muitos jogos de F1 da geração 16 bits.

Acho que em meados de 1995, a locadora onde alugávamos os jogos de vez em quando, a Studio Coutry, na rua São Celso, em São Paulo, estava trocando aqueles cartuchos pequenos por qualquer um grande por questões de leis de pirataria ou coisa assim. Acho que diziam que eles só poderiam alugar jogos do cartucho grande. Entre os jogos que eles estavam trocando, era o cobiçado F1 Sensation, que era dos pequenos.

Eu quis dar um de esperto e aproveitei que tinha um jogo original de um vizinho que nunca mais foi buscar e que nem funcionava direito (heheh) e fui lá trocar o jogo (me arrependo até hoje de ter feito isso). Mas para minha terrível infelicidade, quando meu irmão chegou lá o “Sensation” havia acabado de ser trocado. Meu irmão trocou por outro jogo e para piorar o vizinho, não muito tempo depois, pediu o cartucho dele de volta. =/

Além do Sensation, outro jogo que eu gostava bastante, mas não tanto quanto, foi o F1 Nigel Mansell.

Anos mais tarde, pude novamente jogar o F1 Sensation pelo emulador/Roms que tem por aí na internet.

O fim da infância – O Mega Drive

Eu e a F1 - Mega Drive by wikipedia

Em 1996 minha mãe deu-nos a feliz notícia que compraria um Mega Drive para nós. Eu conheci vários jogos de F1 na época, tanto os de Super Nintendo como do Mega. Tive a oportunidade de jogar o Nigel Mansell F1 do Super Nintendo e do Mega Drive, F1 Pole Position (Snes), Ferrari (Mega Drive), Formula One (Mega Drive), F1 Circus (Snes) e outros que agora não lembro. No entanto daquela geração não teve nenhum jogo inesquecível quanto o Super Mônaco GP.

Eu demorei um bocado para aprender a jogar, mas quando aprendi, eu jogava o tempo todo. Sempre que eu ficava gripado, eu pedia para minha mãe alugar ele lá na “Studio”, como nós chamávamos carinhosamente a locadora.

Super Mônaco GP - F1 - by lencoencarnado.blogspot.com.br

A corrida mais inesquecível, foi uma no GP do México, acho que no Hard. Consegui vencer a corrida com a fraca equipe Rigel, aquele carro verde-água. Foi uma corrida muito difícil. Para mim foi a mais desafiadora até hoje. Seria o mesmo que comparar, uma corrida no México de hoje e um piloto da Toro Rosso ou Force India segurar volta a volta os carros da Mercedes e da Ferrari nas retas. O esforço foi tão grande que ao final estava todo suado! Mesmo naquela época nunca mais consegui tamanha façanha. Apenas nunca consegui vencer aquele superpiloto que aparece após ganharmos o campeonato.

Achando que eu era o "bixinho da goiaba" o super piloto, "a última bolacha do pacote" por vencer corridas com todas as equipes que eu tinha pilotado, especialmente as equipes "top", me reibaixei de propósito para a equipe "Zero Force" achando que ia vencer também com falicidade, mas notei que as coisas não eram tão simples assim.

Depois do Mônaco GP, eu jogava muito o Mônaco GP 2. Este era bem mais difícil. Eu enchi as paciências do meu pai para ele comprar numa banquinha lá na Praça da Sé. Acho que foi R$ 30,00. Isso em 1997! Pior que o jogo veio com defeito, então não dava para salvar e continuar depois. Por isso nunca consegui ser campeão na época.

Já o sonho de consumo do Mega Drive, era um CD do Sega CD que se chamava F1 World Championship. Seria o jogo mais real da época. Anos mais tarde, vi que não era aquelas coisas. Mas talvez na época eu ia gostar!

Eu fui crescendo, os jogos evoluindo e minha vontade de dirigir um carro de F1 com mais realismo continuava. Quais foram minhas experiências F1 na adolescência? Aguarde nosso próximo post ;)

--

Palavras-Chave: Formula 1, Ayrton Senna, Turbo Game, Mega Drive, F1 Sensation, Jogos Eletrônicos, Super Monaco GP

Gostou da matéria? Ajude o site. Compartilhe já nas redes sociais abaixo :) :