Gilles Villeneuve ex-piloto de Formula 1 - imga.automoto.it

O TRISTE GP DE SAN MARINO DE 1994

San Marino 1994 - "O Gp mais sombrio da Formula 1"

"É muita coisa para um fim de semana só....20 anos de emoções na Formula 1, nunca vi nada parecido"

Galvão Bueno

Provavelmente, as pessoas sabem que o piloto Ayrton Senna da Silva morreu ao bater num muro de “proteção”.

Entretanto, muito mais acidentes graves ocorreram neste GP, tornando este final de semana um dos mais trágicos do automobilismo. Talvez você esteja se perguntando: O que mais aconteceu neste GP, para que aquele narrador da rede Globo dissesse as palavras acima? E quais foram as possíveis causas? Essa e outras perguntas serão respondidas nos artigos seguintes.

Sexta-feira - O Início De Um Pesadelo

Acidente de Rubens Barrichello no triste Gp de San Marino em 1994 by formulatotal.wordpress.com

San Marino, Circuito de Enzo e Dino Ferrari, cidade de Imola, próximo a Bologna. A Formula 1 está para sediar o GP San Marino de número 15. Mesmo com todos os problemas que a equipe Williams estava passando, Senna estava otimista e acreditava poderia conquistar sua primeira vitória do ano, visto que ele se dá muito bem no circuito. Michael Schumacher havia vencido as duas primeiras corridas com sua Benetton, sendo o líder do campeonato.

O jovem Rubens Barrichello com sua modesta Jordan, é espantosamente o vice-líder.

Sexta-feira, dia 29 de abril, inicia-se os treinos livres para a corrida. O dia estava ótimo. Tudo parecia que esse fim de semana seria como todos os outros na Formula 1, mas só parecia.

Na 1º sessão de classificação (na época havia duas sessões de classificação: sexta e sábado), a Jordan de Rubens Barrichello decola da pista e se choca violentamente contra a proteção de pneus ao lado da pista. Por pouco o carro não atinge as pessoas na arquibancada!

O carro de Rubens capotou por duas vezes e caiu de cabeça para baixo. O garoto é levado para o hospital, inconsciente. Seu diagnostico foi de traumatismo craniano, fratura do braço direito, fortes contusões na coluna e do lado direito do tórax, fratura do nariz e contusões na face e boca.

Para sua felicidade, o traumatismo craniano foi descartado e no dia seguinte teve alta.

Sábado - A continuação de um “pesadelo”

No sábado, Rubens voltou para sua casa na Inglaterra e ficou assistindo o GP inteiro pela televisão.

Muitos estavam contentes com a segurança na Formula 1, visto que Barrichello sobreviveu a aquele terrível acidente. Entretanto, essa satisfação durou muito pouco!

As palavras acima foram de um conhecido de Roland, descrevendo a personalidade do piloto e como ele estava na última vez em que se viram. Ele ainda conclui: “...Poucos horas depois eu me encontrava entre o pessoal da Formula [1], todo mundo reunido em volta do posto de pronto socorro no paddock, presenciando o Roland ser carregado ao helicóptero. Ainda que ingênuo, estávamos todos rezando para que ele saia desta ileso...”. Quem é Roland? O que de fato aconteceu?

Quem Foi Roland Ratenberger?

Roland Ratzenberger - Piloto que morreu durante o triste GP de San Marino em 1994 - Foto Divulgação

Roland Ratzenberger nasceu em 4 de julho de 1962 em Salzburg na Áustria.

Embora fosse uma pessoa com bons recursos financeiros, tinha apenas um modesto currículo no automobilismo.

Participou em campeonatos de Turismo na Europa e de Monoposto no Japão.

Por vencer a disputadíssima Formula Ford Festival de Brands Hatcjh em 1986, conseguiu um contrato como piloto oficial da BMW.

Mais tarde, Roland percebeu que seria impossível financiar uma temporada F3 britânica (atual GP2). Assim, ele fechou contrato como piloto profissional no Japão, na Formula Nippon e em corridas de carro-esporte.

Em 1994, com a ajuda de um patrocinador, fez seu primeiro teste na Formula 1, na estreante equipe Simtek.

Por conseguir bons resultados nos testes, ele foi contratado para disputar cinco GP´s daquele ano.

Desde o começo, Roland, afirmava que não queria expor o carro a acidentes, devido a péssima condição financeira da equipe.

O piloto apenas conseguiu participar no GP Aida, Japão (segundo GP do ano), largando na 22º posição e terminando num expressivo 11º, pois no primeiro GP no Brasil, ele não conseguiu se classificar para a corrida.

No 3º GP da temporada, aos 32 anos, Ratzenberger encerraria sua carreira.

O fim da carreira de Roland RatzenbergerTrecho do circuito onde Roland Ratzenberger bateu, durante o triste GP de San Marino em 1994

Embora Roland afirmasse que teria muito cuidado ao guiar o carro de sua equipe durante os 5º GP´s que ele participaria, seu primeiro e único acidente foi fatal!

No Sábado, na última sessão de classificação na curva Villeneuve, o piloto se chocou violentamente a 314 km/h no muro de proteção!

Seu carro ficou todo destruído. Seu corpo também foi seriamente avariado tendo fraturas múltiplas no crânio e no pescoço. Os paramédicos tentaram fazer uma reanimação cardíaca na própria pista. Mas o pior não pôde ser evitado: sua morte foi anunciada oito minutos após o piloto ter dado entrada no Hospital Maggiore de Bologna.

Assim, Roland, aos 32 anos, morreu, por assim dizer, no auge de sua carreira em seu ano de estreia na Formula 1.

A partir de então, Ayrton Senna liderava um movimento para que não houvesse corrida, pois ele mesmo não queria mais ser um piloto de Formula 1, depois da morte de seu colega.

Depois da sessão de classificação, Senna visitou o local onde seu colega havia batido, pois ele queria saber o que poderia ser feito para tornar aquele circuito mais seguro para eles mesmos.

O piloto não queria correr e ficou realmente abatido, pois ele “chorou no meu ombro”, disse o diretor médico da Formula 1 (da época) Sid Watrkins. Sid continuou dizendo que “...pedi que ele não corresse... Então [ele] disse: ''Sid... eu tenho de ir adiante''.

A decisão de Senna no dia 30 de abril de 1994, mudaria completamente a história da Formula 1.

O pesadelo do GP de Imola ainda não estava para terminar. Muitas tragédias estavam para acontecer. O que mais aconteceu?

Embora Roland afirmasse que teria muito cuidado ao guiar o carro de sua equipe durante os 5º GP´s previstos que ele participaria, seu primeiro acidente, foi fatal!

1 De Maio - A Corrida Mais Trágica Dos Últimos Tempos

Barrichello por pouco não morreu na sexta-feira, após uma batida violenta nos pneus de proteção. Ratezenberger morreu após se chocar violentamente a mais de 300 km/h no muro da curva Villeneuve.

Um acidente numa corrida preliminar de carros Porches, deixou um piloto machucado o suficiente para ir ao hospital imediatamente.

Todos os envolvidos na corrida, no domingo, estavam nitidamente abatidos.Ayrton Senna fazia um grande esforço para que não houvesse corrida,exigindo mais segurança, porém, “foi punido através de umaadvertência dos então respectivamente presidentes da Associaçãodos Construtores e da Fia, Bernie Ecclestone e Max Mosley”, declarou um certo site chamado “envenenad.com.br”.

As exigências de Senna não foram atendidas a largada aconteceria na hora marcada. Assim, Senna largaria em primeiro lugar e Michael Schumacher em segundo.

Após o sinal verde, o motor da Benetton do piloto finlandês J. J. Letho apagou. Enquanto seu carro ficou parado no grid, o piloto Pedro Lamy,da equipe Lótus, bateu violentamente na traseira de Letho. Ambos os carros ficaram destruídos, porém, não aconteceu nada de mais grave com ambos os pilotos.

Contudo,os fragmentos do carro, como os pneus, voaram, caindo naarquibancada, atingindo pelo menos três expectadores. Um delessofreu traumatismo craniano.

A Morte de Ayrton Senna – O fim trágico de um pesadelo


Trecho do circuito e acidente que resultou na morte de Ayrton, no triste GP de San Marino em 1994

Com este acidente o carro de segurança (ou safety car) entrou na pista. Quando isso ocorre, os pilotos ficam numa velocidade bem limitada e ninguém pode ultrapassar ninguém.

Assim foram as cinco voltas seguintes. No final da quinta volta o carro de segurança voltou aos boxes e a corrida continuou.

Senna se manteve na liderança a frente de Schumacher, ele completava a sexta

volta, eno início da 7º, ele passou reto na curva Tamburello e bateu violentamente no muro a 216 km/h. Seu carro ainda ricocheteia no chão e ainda continua se arrastando por alguns metros a frente.

Seu corpo ficou inerte no carro. Logo a corrida foi interrompida. Os médicos correram para lhe prestar os primeiros socorros. O piloto continuava imóvel! Nitidamente ele moveu a cabeça, isso indicava que tudo estava bem. Mas não foi isso aconteceu. Logo ele foi levado a um hospital em Bologna na Itália em coma com traumatismo craniano.

As 18h40min, horário local e 13h40min no horário de Brasília, foi anunciado que Ayrton Senna da Silva havia morrido. A morte dele foi um grande choque para todos!

Mesmo com tantos acidentes, a corrida se iniciou e Schumacher venceu a corrida. Porém nas últimas voltas, ao sair dos boxes, uma roda da Minardi de Michelle Alboreto se desprendeu do carro, ferindo pelo menos dois mecânicos e um deles levado ao hospital desacordado.

Esse acidente encerra o fim de semana mais trágico da história da Formula 1. Entretanto, surge as perguntas: Porque que esses acidentes ocorreram? Poderiam ser evitados? Quais são as possíveis causas? Estas perguntas serão respondidas no próximo artigo.

Continua>


Outros Artigos desta série: 

Os motivos dos acidentes 

O Que Realmente aconteceu?

Gostou da matéria? Ajude o site. Compartilhe já nas redes sociais abaixo :) :