Melbourne 2017: 7 Coisas Que Você Tem Que Saber Antes de Viajar



A partir desse ano, vamos iniciar uma série falando resumidamente sobre cada cidade sede dos Grande Prêmios de Formula 1. Nosso primeiro artigo fala um pouco sobre Melbourne.

A cidade de Melbourne, Austrália, é uma das cidades mais requintadas do mundo. Que tal conhecer um pouco mais sobre a cidade sede da abertura da Formula 1 em 2017?

1 – Melbourne é População!

Melbourne é a capital e a cidade mais populosa do estado de Vitória, além de ser a segunda área urbana mais populosa da Austrália, depois de Sidney.

A cidade tem uma população de 4.077.000 habitantes.

2 – Melbourne é Cultura!

Mais recentemente, Melbourne foi reconhecida como a “Cidade da Literatura” pela UNESCO.

Melbourne é o lar de muitas das maiores e mais antigas instituições culturais nacionais, como o Centro Australiano para a Imagem em Movimento, o Melbourne Cricket Ground, o Museu de Melbourne, o Zoológico de Melbourne, a National Gallery of Victoria e o Edifício da Exposição Real, considerado um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

3 – Melbourne é Velocidade!

Desde 1996, a cidade recebe todos os anos a etapa de abertura da Formula 1, no circuito de Albert Park. Um belo circuito de média alta velocidade. Mais informações sobre o circuito e a história do Grande Prêmio, você pode consultar este link.

4 – Melbourne é “Europa”

Melbourne tem a maior população de língua grega fora da Europa, com uma população comparável a de algumas grandes cidades da Grécia, como Lárissa e Volos. A cidade grega Tessalônica é cidade-irmã de Melbourne.

Cerca de dois terços dos habitantes falam apenas inglês em casa (68,1%). O chinês (principalmente cantonês e mandarim) é o segundo idioma mais falado em casa (3,6%), sendo seguido do grego, italiano e vietnamita, cada um com mais de 100 mil falantes.

5 – Hotéis e Turismo em Melbourne

Algumas sugestões de hotéis é o hotel-butique é o The Larwill Studio, cercado de verde em Parkville.

Em pleno Centro, o campeão do design é o Adelphi, cuja pegada artística tem tudo a ver com Melbourne.

Na descolada margem sul do Yarra, a guest house 420 Punt é um achado de charme a bom preço. Para economizar, a boa é o albergue Urban Central.

Veja outras opções de hospedagem em Melbourne no Booking.com.

Centenas de incriveis lugares para visitar você pode consultar o site: tripadvisor.com.br

Fonte: http://viagemeturismo.abril.com.br/cidades/melbourne/

6 – Restaurantes de Melbourne

Vale a pena encarar a fila da sorveteria Über Moderna N2, onde as receitas são preparadas (e congeladas) na hora, com a ajuda de cilindros de nitrogênio.

O Attica, do chef Ben Shewry, prepara pratos à base de carne de canguru.

Outro local imperdível e acessível é o Rice Paper Scissors por servir cozinha do Sudeste Asiático: 100% dos pratos podem e devem ser comidos com as mãos.

7 – Mais Informações ao viajante

Idioma Oficial: Inglês

Saúde: É exigida apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou profilaxia contra a febre amarela. Aconselha-se a vacinação com uma antecedência mínima de dez dias antes da partida.

Melhor época para visitar: Depende do tipo de viagem a que o turista se propõe. A Austrália vive as estações do ano simultaneamente ao Brasil. Como o sol costuma castigar os visitantes no verão, as outras estações do ano parecem ser a melhor escolha.

Seja para acompanhar a Formula 1 que inicia em março seja apenas para passeio, Melbourne é uma das cidades mais atraentes para o viajante conhecer!