Danilo Santos As Crônicas de um Piloto

Crônicas de Danilo Formula 1

As Crônicas de um Piloto

Capítulo 5 - Filipe Massa - O novo Piloto da Ferrari

ANTES de que a equipe toda seguir viagem para o próximo país onde será realizado o GP, Jin Tody convida todos os integrantes da Ferrari e alguns da equipe Sauber para uma reunião. Mas não quiseram que a mídia estivesse presente.

Nessa reunião havia além de muitas pessoas muito bem vestida, havia muita comida boa! Danilo era um dos convidados presentes. Quando viu a mesa farta disse com muita satisfação:

— Opa!! Quanta comida!! Uhuuuuu!!!

Ele mal cumprimentou seus colegas e seus superiores e foi direto a mesa comer!! Parecia que nunca tinha comido na vida!

De boca cheia ele falava: - Humm!! Que gostoso!! Quero esse e também e esse e mais esse e esse também....há! Esse também....e mais esse....que maravilha essa comida!! — Estava “enfiando” toda comida, doces e salgados, praticamente inteira em sua boca!!

Formula 1 - As Crônicas de Um Piloto - Danilo SantosTodos olhavam espantados à ele, enquanto a comida toda se acabava!

Meia hora depois, o piloto já havia comido quase tudo o que tinha na festa. Depois de parar de comer, ele disse para uma pessoa que estava ao seu lado que nem mesmo ele conhecia: “Aahhhh! Que bom!!! É como eu sempre digo: “Saco cheio não fica vazio!!”....n-não, não é isso: “S-saco vazio não fica cheio”!...também não....”Parte reparte todo mundo fica sem parte....num é isso também..... “quem fica sem batata fica sem arte porque o saco ficou vazio”.....o negócio é mais ou menos esses!!” A pessoa que estava ouvindo Danilo fica sem jeito e pensando: “Que cara doido!”. Em seguida ele responde: “Sim! Sim! Eu já entendi...não precisa falar mais nada!” Essa pessoa então se afasta de Danilo.

Um casal de convidados depois de conversarem em outra parte de um amplo salão de festas, decidem comerem alguma coisa, mas percebem a mesa praticamente só pratos e copos sujos. Praticamente não havia mais nada para se comer. Mesmo assim Danilo estava com ainda com muita fome.

Meia hora depois uma pessoa representante da festa sobe em pequeno palanque onde tinha uma tribuna e um microfone. Ele chama a atenção de todos dizendo:

— Agradecemos a presença de todos vocês e queremos pedir a atenção de todos para o proferimento do presidente da corporação, Lucas de Montezelo.

Depois de 30 minutos de discurso, comentando sobre as conquistas, sobre Schumacher e até os fracassos dos últimos anos, chega o clímax da conferência:

— ... Graças a nossa parceria entre Scuderia Ferrari e Sauber Team, temos a maior satisfação de anunciar nosso novo contratado...

As pessoas ficam em total silêncio e na expectativa de saber quem é o novo integrante da equipe, ele continua:

— ...Ele será nosso piloto reserva, ou piloto nº 3, ele se é um piloto brasileiro, ele se chama Filipe Massa!! — O som quebra o silencio do auditório num uníssono aplauso de todos os convidados.

— Ele será nosso piloto de teste a partir do segundo semestre deste ano até o final de 2005. — Concluí o presidente da equipe.

Filipe é convidado a proferir um discurso. Ele olha para o público, sua emoção está estampada no brilho de seu olhar. Ele diz as seguintes palavras aos cerca de 40 convidados:

— Estou muito feliz com essa contratação. Nasci numa família com poucos recursos financeiros, numa pequena cidade de São Paulo, Brasil. Devo agradecer muito isso a meu pai que sempre me apoiou. Comecei minha carreira quando criança. Por muito pouco quase abandonei o meu sonho por falta de recursos. Com muita luta consegui realizar meu grande sonho, que era chegar a Formula 1. Consegui! A Sauber me acolheu, fico profundamente grato por isso.

Massa ainda diz:

— Agora meu sonho foi mais além, consegui entrar numa grande equipe, a Ferrari, que com certeza é maior equipe da história da Formula 1. Em breve poderei realizar o sonho do meu sonho é quer um grande piloto como o Senna, minha inspiração, e também ser um campeão mundial como vários outros que conseguiram merecidamente.

As pessoas aplaudem com muita satisfação o discurso do jovem Filipe. As pessoas e a mídia o consideram carismático e muito simpático.

Depois de todos os discursos e relatórios apresentados, Danilo que já tinha algum achego com Filipe, o cumprimenta como novo colega de trabalho assim como Schumacher fez.

Ainda no mesmo dia, após o fim da reunião, Danilo comemora suas vitórias com seu recém amigo Filipe Massa e trocam experiências e passam um dia juntos, juntamente com outros amigos próximos, num clima bem descontraído.

Danilo então recebe um telegrama misterioso, dizendo para que se encontrem, pois o que lhe enviou a mensagem disse que era confidencial. A assinatura é de Takuna Saito.

Danilo vai ao encontro desse estranho piloto japonês no local e na hora marcada, sozinho.

Este local é um local deserto, num lugar de floresta, atrás da cidade. Danilo fica apreensivo! Mas Saito está também sozinho.

— Eu sabia que você viria!

— O que você quer? — pergunta Danilo.

— Heheheh! Na verdade eu sei muito bem no seu segredinho!

— O que?! — Danilo murmura.

(Saito) — Sei que você tem uma força incrível, além de ser um bom piloto... Mas que pena... Terei que te eliminar!

Danilo fica mais apreensivo, afinal como ele sabe de sua força, afinal eles nunca se viram antes!

(Saito) — Eu quero ser campeão da Formula 1, quero ser o melhor, o mais famoso de todos! E enquanto você existir, isso será impossível!...

(Danilo) — Se você quer resolver nossas diferenças, devemos resolver na pista e não lutando um contra o outro.

(Saito) — Cale-se!! Você feriu minha honra!... — (Responde agressivamente)

(Saito) — E depois que eu conquistar a simpatia das pessoas, usarei minha força para dominar o mundo! HAHAHAHAHAHAHAHAH!

(Saito) — Só que com você em meu caminho, tenho certeza que irá atrapalhar meus planos.

Formula 1 - As Crônicas de Um Piloto - Danilo Santos(Danilo) — Não irei lutar contra você! Eu abandonei isso há muito tempo!

(Saito) — Isso significa que sua força diminuiu!? HAHAHAHHAHA! — (replica Saito maliciosamente) - Já estou cheio de você e de seu moralismo barato....RRAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!

Saito numa velocidade super sônica, parte em direção a Danilo e dá um golpe extremamente forte no rosto dele, lançando-o a metros de distância para trás! A velocidade foi tão espantosa, que não deu tempo nem de Danilo reagir!

Antes de Danilo se recuperar desse poderoso golpe, Saito desfere outro golpe super poderoso numa velocidade surpreendente, fazendo Danilo voar a metros de distância!

Quando Saito desfere o terceiro golpe, Danilo desaparece e aparece novamente. Isso foi porque ele desviou-se do golpe numa velocidade fenomenal! Ao mesmo tempo ele atinge Saito com um super-soco, fazendo com que se choque no chão como um foguete, abrindo um grande buraco e muita fumaça sobe ao ar!

Formula 1 - As Crônicas de Um Piloto - Danilo Santos

A luta fica séria, os pilotos de carro agora viraram dois lutadores super-fortes! Saito se levanta corre em direção de Danilo e tenta atingi-lo com outro soco, mas Danilo o bloqueia com sua mão e ele segura a mão se Saito de uma maneira que ele não consegue se livrar.

— Essa sua ganância e sua arrogância de auto-destruirá! — Indaga Danilo.

— RRRRRR!!!!! Cala a boca!!! — responde Saito que consegue se soltar.

Saito então faz uma sucessão de socos, um seguida do outro, também numa velocidade supersônica! Mas Danilo esquiva-se de todos os golpes e ainda consegue atingi-lo mais uma vez. Saito cai novamente no chão!

Ele se levanta e diz:

— Você tirou minha honra...

(Danilo) — Honra? Onde está a honra em querer dominar as pessoas, porque é mais forte, mais poderoso? ... E nas pistas!? Onde está a honra em fazer o mal para o colega fazendo manobras anti-esportistas? Você está se auto-destruíndo com sua sede de vitória, com sua ganância por fama e poder!

Saito está muito machucado, embora Danilo tomou dois socos muito fortes, ele não aparenta estar machucado, pois ele superou Saito na força e velocidade. O olhar do piloto japonês, mudou. Danilo está conseguindo mudar a maneira de Saito pensar. Mas...

(Saito) — Não! Você não sabe o que falaa........HAAAAAAAAAAAAAA!!!!

Ele tenta dar mais um golpe e novamente Danilo sem muito esforço desvia-se e num pequeno contra-ataque, manda Saito de novo para o chão!

Danilo fica de costas para Saito, dá alguns passos para frente e olha para trás e diz gentilmente:

— Schumacher e eu, conseguimos ganhar corridas, porque não nos preocupamos com fama nem nada disso, corremos porque gostamos. Para nós passa a ser até uma diversão!

Está quase anoitecendo, venta muito e se ouve o sopro do vento como que alguém estivesse assoviando.

— Eu percebo que ele sente uma paz consigo mesmo de uma forma incrível! Ele talvez esteja com a razão! — Conclui Saito em sua mente.

Ele então se levanta com muita dificuldade. Seu semblante está totalmente diferente do que era. Mas mesmo assim ele diz a Danilo:

— Espera!! Você pode até estar certo! Mas existe apenas uma maneira de provarmos qual filosofia está certa...... Um duelo. O primeiro a cair será o perdedor — Desafia Saito.

Danilo pára, pensa se vira e responde:

— Está bem! Não me resta outra opção!

Está para iniciar a batalha dos mais fortes! Eles ficam um diante do outro se respeitando a metros de distância, um olha para o outro, para tentar sentir o momento certo de atacar. Por tempo relativamente curto eles ficam se olhando, olho a olho, sem mexer um músculo se quer, e o vento continua a soprar!

Então os dois se preparam e partem para o ataque ao mesmo tempo:

— RAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!! — grita Danilo.

— HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!! — Grita Saito.

Os dois partem em direção um do outro como uma flecha, numa velocidade, além da velocidade do som! A velocidade é tanta que é como estivessem voando! Os dois se colidem! O campo de batalha se estremece com um barulho estarrecedor como de um trovão e uma claridade como de um raio que domina a paisagem!

Quando a claridade desaparece se vê dois oponentes, um de costas para o outro. Seus semblantes são de concentração total. Ainda não se sabe o que aconteceu. Entretanto, surge um corte no rosto de Danilo. Daí aparece um ferimento mais sério no rosto de Saito, ele sente a dor e cai desacordado no chão! Danilo vence o duelo. Ele estava um passo a frente de Saito, vencendo assim a batalha.

Mas Saito recobra rapidamente a consciência. Nota-se algumas lágrimas saindo dos olhos dele. Saito sente a dor de cair em si!

— Eu não acredito que pensava assim! Eu queria ser o melhor, achei que aquilo que eu queria era tudo. Sacrifiquei muitas coisas, prejudiquei pessoas, machuquei quem mais eu amava... O que eu faço? — Diz saito para ele mesmo, chorando amargamente.

Danilo gentilmente estende sua mão e oferece ajuda para Saito se levantar dizendo:

— Nunca é tarde para recomeçar! Uma maneira de você se redimir de seus pecados é ajudando e protegendo os mais fracos... Eu abandonei esse estilo de vida de lutador, mas eu ainda uso minha força para proteger aqueles que não conseguem fazer isso sozinho!

Saito aceita ajuda de Danilo se levanta e decide mudar seu modo de pensar.

Danilo toma seu rumo, em direção oposta de Saito, dizendo:

(Danilo) — Vem! Vamos cuidar desses ferimentos, isso que aconteceu ficará em segredo. Não direi o que aconteceu aqui.

Danilo continuava a caminhar se afastando lentamente de Saito, quando Derrepente...:

— DANILOO! ESPERE!! — Grita Saito!

Danilo pára e volta sua atenção para Saito e Saito diz a Danilo:

— O que eu faço para esconder esse episódio das pessoas???

Danilo cai para trás!!

— Hahaha! Eu acho que estou com muitos hematomas no rosto. Eu não sei o que dizer as pessoas!! — Se explica Saito!

Danilo dá um berro, tão alto, de tanta raiva que deu essa pergunta, que provoca uma rajada de vento como um ventilador dizendo:

Formula 1 - As Crônicas de Um Piloto - Danilo Santos- VOCÊ NÃO TEM VERGONHA DE ME DIZER ISSO NÃOOO?????

É como tivesse Saito ficado pequeninho e Danilo um gigante!!

— Me ajuda aí vai!!! — Insiste Saito.

Danilo novamente se afasta de Saito, mas o japonês vai atrás de Danilo, insistindo que, agora seu novo companheiro, o ajudasse:

— Vai Danilo, fala aí qualquer coisa....me ajuda aí vai....

— Não! — responde Danilo.

— Só uma frasinha vai!! Não custa nada...por favor!! — Continua Saito

— Já falei que não! — Persiste ele em sua decisão.

— Vai, por favor! Não seja chato, por favor, por favor — Continua Saito pentelhando Danilo.

— Não, Não, Não — Avisa Danilo.

— Só uma palavrinha.... — Saito persiste em pedir ajuda dele quando Danilo pára, se vira para trás, o interrompe dizendo:

— Meu! Não conte comigo! Tudo isso é por culpa sua e não minha! Fala qualquer coisa que você bem entender, fala tipo que...você pisou numa Nasca de bacana!! — Diz Danilo

— O que??? — Saito não entendeu. Mas Danilo se corrigiu dizendo:

— D-Digo....numa Basca de nanana....não....quero dizer....numa c-casca, casca de banana!!

Com essa resposta Saito deixa Danilo em paz e pára de segui-lo. Havia uma árvore no local. Quando Danilo dá meia volta para continuar em seu caminho.... SQUASEH....ele bate a cara na árvore!!

— ORÔ! — Diz ele.

Enquanto ainda ele estava meio tonto, um fruto muito pesado cai sob sua cabeça.

— Ahhhh — Diz Ele.

Ele se recupera da pancada rapidamente. Ele dessa vez desvia-se da árvore e continua se afastando de Saito. Quando os dois ficam numa certa medida de distância, Filipe que estava com Danilo quando recebeu o telegrama, aparece no local da luta, ajuda os dois, pergunta o que aconteceu e ele lhe diz que houve um pequeno desentendimento e que era para manter aquilo em segredo. Ele os ajuda a tratar dos ferimentos.

(Danilo) - Por favor, pegue minha chave, vá em meu Motor Home, no meu guarda roupas e pegue uma camisa para mim!

(Filipe) - Qualquer uma?

(Danilo) - Sim!

Filipe então, vai ao Motor Home de seu colega, mas ele estava muito preocupado, no caminho raciocinou ele

(Filipe) - Ele quer esconder o que aconteceu, mas quando as outras pessoas vir que ele está com uma camisa de outra cor, vão desconfiar.

Filipe chegou ao Motor Home do Danilo, entrou no quarto, abriu o guarda roupa, ainda muito preocupado. Quando ele abre o compartimento, teve uma grande surpresa. A surpresa foi tão grande e quase ele cai de costas! As dezenas de camisas que tinha em seu guarda roupa eram todas verdes, exatamente iguais a que Danilo estava no corpo. Por fim ele levou a camisa para seu colega.

Na manhã do dia seguinte Danilo desperta, vai tomar o seu café e em seguida vai comprar um jornal numa banca próxima de sua hospedagem quando vê a noticia principal, faz uma cara de abobado e cai de costas. O que ele leu? “Piloto japonês se machuca levemente após ter escorregado numa casca de banana.”

Danilo havia dito aquilo só para que Saito parasse de lhe encher as paciências, não era algo sério. Mas tudo termina bem. Saito e Danilo se tornaram bons amigos.

(Continua no próximo episódio...)

Gostou da histórinha? Compartilhe agora com os amigos: