Danilo Santos As Crônicas de um Piloto

Crônicas de Danilo Formula 1

As Crônicas de um Piloto

Capítulo 14 - A Batalha Final Entre Os Pilotos

DEPOIS de tudo isso, as habilidades de Danilo aumentaram pois ele está mais motivado para correr, vencer o mundial de pilotos e levar o troféu para casa.

As três corridas seguintes ficam ainda mais emocionantes e Danilo vence duas. A outra David Couthard da McLaren

Porém os quatro melhores pilotos mais bem colocados chegam na última etapa no campeonato com 88 pontos cada. Quatro pilotos empatados, disputando um título é um fato inédito da Formula 1!

Embora isso pareça coisa de doido, Danilo adquiriu alguma experiência no circuito de Suzuka, Japão em sua infância, em sua adolescência, em jogos de vídeo game, simulador de Formula 1. A equipe Ferrari, também tem um simulador que serve para treinamentos para os pilotos. Michel, não gosta muito de utilizá-lo, mas Danilo e o outro piloto de testes chamado Marcos Gene gostam muito!

Pois bem! Enquanto todos os mecânicos estavam trabalhando na montagem do carro, Danilo ficou treinado, por horas, no simulador para aprimorar sua técnica no circuito, no qual ele deverá usar nas sessões de treino, classificação e na corrida. Esse simulador é muito realista. Esse Game simula exatamente o circuito e o carro.

Ele utilizou uma estratégia, digamos que oposta. Em vez de começar pelo mais fácil, usou o mais difícil! Escolheu os piores acertos no carro, para um circuito como Suzuka!

De inicio ele errava demais!! Parecia que pista era a caixa de brita, simplesmente não “parava” dentro da pista! Mas aos pouco foi se acostumando, cada vez errando menos. Depois de “dominar” o carro nesta condição, ele foi usando alguns acertos ou configurações do carro que melhor se adapta à aquele circuito.

Enquanto isso, Michel, Takuma e Kini, não ficaram de braços cruzados não! Eles treinavam duro também. As principais equipes da Formula 1, contratam especialistas, para que os reflexos do piloto fiquem cada vez mais apurados e possam reagir com mais rapidez em determinada ação.

No caso da McLaren o doutor Mclean pedia para Kini e David Couthard, imaginar uma música qualquer que eles gostassem. Depois de mentalizá-la, eles deveriam identificar o som de cada instrumento. A próxima etapa, seria mentalizar o circuito, fechar os olhos e fingir que está correndo sobre ele.

Além desses tipos de treinamento, existem vários outros semelhantes para que a concentração e o reflexo deles sempre permaneçam bem apurados.

Ora, sucedeu então, na quarta-feira, depois do treinamento em simulador, Danilo estava só, apenas sentado numa cadeira, numa sala. Dentro da equipe, existia alguns funcionários que tinham fama por ter uma vida depravada. Eram pessoas que costumavam freqüentarem baladas durante a noite, se embriagar e etc. Eles estavam em grupo de seis pessoas, sendo duas belas garotas e quatro rapazes que aparentava ter uns 20 anos. Eles sabiam que Danilo tinha uma vida um tanto diferente deles. Vendo que Danilo estava sozinho, aproximaram dele, e um dos do grupo que se chama Fabione lhe perguntou:

— Boa tarde, Danilo!

Ele lhe respondeu:

— Boa tarde, Fabione, tudo bem com vocês?

Responderam:

— Sim, estamos sim!

(Fabione) — O que você está fazendo?

(Danilo) — Nada não, estou apenas descansando! Agora que é a última semana da temporada e eu estou também concorrendo ao título, por isso estamos na maior correria. Estou aproveitando para descansar um pouco!

(Fabione) — Entendi! Que tal, se juntar com nós essa noite? Tem uma danceteria aqui perto, podemos sair juntos, comer um “poquinho”, tomar umas cervejinhas, ir atrás de umas “gatinhas”.... lá vai ter um monte correndo atrás de você!

Bondosamente Danilo responde:

— Não, não, eu agradeço o convite, mas eu não quero ir não! Além do mais preciso de me concentrar o máximo possível para a corrida e também não sou achegado a esse tipo de coisas!

Mas Fabione não tinha a intenção de simplesmente convida-lo e sim provoca-lo e humilhá-lo. Ele então pergunta ao piloto:

— Danilo, posso fazer uma pergunta?

Danilo responde:

— Sim, pode sim!

(Fabione) — Você já beijou alguma vez?

Todos os outros cinco caem na gargalhada! — HAHAHAHHAHAHAHAH.

(Danilo) — Sim! Já beijei muitas pessoas... no rosto! - (Danilo tenta contornar a situação de maneira descontraída)

(Fabione) — hahah! Mas eu to perguntando se você já beijou alguma vez na boca de alguém!!

(Danilo) — Ah tah.... você não explica!.... Não, nunca fiz isso!

Um dos integrantes do grupo lhe pergunta:

— Mas por que?

Por sua vez ele responde:

— Porque Não! (responde ele num tom mais sério)

Mas ainda um deles lhe pergunta:

— Você gosta de mulher? (Com essa pergunta, eles “caem” na risada!)

Danilo olha para eles e os ignora, não responde a essa pergunta. Mas eles insistem:

— Você é virgem?

Além de rirem do piloto, um cumprimenta o outro, por ter feito essa pergunta. Ele se levanta, decidi sair dali, mas o grupo continua lhe perseguindo e zombando de sua pessoa:

— Em?? Responde? É sério! Você é virgem? (— Todos esperam uma resposta da parte dele para zombar ainda mais. Porém ele finalmente responde:

— Sim! Sou virgem! Por que? Existe algum problema? (responde ele com um pouco de grosseria)

Essa resposta deixam eles calado. Mas ainda Fabione lhe pergunta:

— Mas por quê?

Por sua vez, o piloto responde e defende sua posição:

— Como é que eu, de minha parte, cometeria tal erro, perante mim e perante o meu Deus?

Eles ficam em silêncio, entretanto, não desistem:

— Por acaso você é Jesus? (perguntou um deles)

Todos caem na risada, até Danilo abre um pequeno sorriso, mas ainda eles continuam zombando:

— Irmãos, glória a Jesus!! — Eles continuam escarnecendo e rindo de Danilo, mas ele se defende:

— Se eu fosse Jesus, não estaria aqui na Terra, muito menos aqui na Formula 1 e muito menos perdendo meu tempo com vocês!

Mais uma vez eles ficam em absoluto silêncios, mas um deles ainda o pergunta:

— Mas alguma vez você já ficou, ou namORÔu alguém?

Ele dá um suspiro e pacientemente lhe responde:

— Ainda não, nunca namorei ninguém! Esse negócio de ficar, para mim, é muito ridículo e eu jamais pretendo fazer isso com ninguém!

Mas Fabione lhe pergunta:

— Mas você pretende se casar né?

Danilo responde:

— Sim! Claro! No seu devido tempo!

Fabione, mais uma vez lhe diz:

— Ahhh espertinho, você então gosta de alguém né?... Fala para nós, é daqui da empresa?

— Não! — Danilo responde a mais essa pergunta.

— Então... é alguém ou das equipes, ou alguém de seu país, não é?

(Danilo) - Quem sabe! Pode ser que sim!

(Fabione) — Quem é? Fala para gente, não vamos contar para ninguém!

Danilo por sua vez não responde a essa pergunta.

(Uma das garotas do grupo) — Mas você já falou para ela?

(Danilo) — Na verdade ainda não, mas é que ela estava tendo uns problemas e ainda estava tendo um relacionamento com uma pessoa....

(A garota) — Quer dizer se ela estiver namorando esse cara, você vai ficar esperando ela?

Meio que cabisbaixo, ele responde:

— Sim!

Essa garota se segura para não cair na risada, falsamente ela tenta consolar com o seguinte argumento:

— Oh Danilo que pena! Mas vai dar certo, você vai ver!!

— Obrigado — (responde ele)

O grupo se despede e se afasta de Danilo e novamente eles caem na risada e um cumprimenta o outro por fazer dele uma piada, um motivo de zombaria. Ele percebe isso, os ignora e meio que triste, vai embora daquele setor.

Essa situação deixou Danilo constrangido e tirou um pouco da concentração que ele deveria ter para a corrida final. Por mais que parecesse que fosse um homem de ferro por fora, ele era tão frágil por dentro, como um garoto indefeso.

Depois de algum tempo, ele volta na sala do simulador e assiste várias vezes, a volta que Senna em 1991 conquistou a pole position, para tentar melhorar sua performance e também as compara com uma volta parecida que Michel fez com sua Ferrari em 2002. Depois de meia hora ele continua em seu simulador e cada fez seu desempenho vai aumentando.

Os dias se passam, as equipes já estão todas montadas. Os japoneses estão eufóricos com GP. As arquibancadas ficam lotadas. Nos treinos livres da sexta-feira, ocorreram algumas pancadas de chuva sobre o circuito, atrapalhando demasiadamente a cada piloto.

Hoje é 09 de Outubro! Estamos na Sessão de Classificação! Os pilotos, nos treinos livres se empenharam muito. Afinal quem chegar na frente será o campeão. No campeonato de construtores dos quais as equipes disputam entre si qual é a melhor, Ferrai já é a campeã.

O tempo está muito bom! A previsão de chuva é 30%. Isso poderá atrapalhar Danilo, pois conforme a regra o piloto que ganhou a corrida, será o último a poder dar uma volta rápida, ou seja, o último que dará sua volta de classificação e o último colocado da corrida anterior será o primeiro a dar volta. A vantagem disso que a pista estará menos emborrachada ou mais limpa dos pneus.

Zsoft é o primeiro a sair dos boxes para dar a volta de classificação. Porém logo no início de sua volta cronometrada ele sai da pista, abortando a volta.

Segundo a regra, o piloto deve escolher a quantidade de gasolina na classificação. Com aquela quantidade, ele deverá iniciar a corrida no dia seguinte. No caso de uma abortagem da volta, o piloto poderia reabastecer e iniciar a corrida com um tanque cheio e utilizar uma estratégia diferente quanto aos demais.

O céu vai ficando cada vez mais escuro, e a sessão de classificação continua em andamento. Exatamente os quatro pilotos bem colocados no campeonato serão os últimos a fazer sua volta classificatória!

Cada vez mais o céu vai se “fechando” e a chuva no final do treino vai se tornando eminente. Caso isso aconteça, prejudicaria os últimos pilotos a fazerem sua volta rápida e sem dúvida atrapalharia os pilotos que disputam o título, principalmente Danilo!

O tempo está muito escuro e é a vez de Haikkonen sair dos boxes. Ele então entra em sua volta “lançada”, ou seja, sua volta cronometrada.

Mesmo com toda a tensão em volta dele, ele mantém sua friesa de sempre, ele faz uma boa volta com o tempo de 1m35s189, conseguindo o segundo lugar! Embora tenha sido uma boa volta, os outros podem facilmente tirar esse tempo e Couthard, que é da mesma equipe, ainda tem a Pole.

Enquanto Haikkonen volta lentamente aos boxes, Saito vai para pista! É a vez dele! Em sua volta lançada, ele simplesmente voa baixo com seu carro com o tempo de 1m33s549, Tempo de Pole Position!! A torcida japonesa vai ao delírio, pois o piloto da casa tem grande possibilidade de conseguir largar em primeiro.

Contudo, falta ainda Michel, quem tem muita habilidade no circuito! Ele é comparado ao lendário Senna que fez uma super volta em 1991! Ele faz uma super volta e supera incrivelmente o tempo de Saito!! Seu tempo é de 1m32s952, quase meio segundo!! Todos ficam impressionados com esse incrível tempo!!

É a vez de Danilo! A Ferrari está muito bem ajustada, ele treinou a semana toda para esse dia, alias o ano inteiro ele se preparou para a decisão do título! A chegada na Itália, a primeira vitória no Brasil, a luta contra Saito, suas outras vitórias, seu treinamento na África, inclusive sua batida e é claro, Pérdula, todo esse filme passou em sua mente! Mesmo que ele consiga fazer tudo direitinho, o tempo pode atrapalhar, porque começou pingar no circuito. Para sua felicidade, está caindo poucos pingos no circuito. Seu coração bate a "mil por hora". Pelo rádio ele houve:

- Faça o seu melhor, mas tenha calma, muita calma!

Com essas palavras ele entra na reta dos boxes, pisa fundo, e inicia sua volta rápida. Ele completa a primeira intermediaria ou primeira parte cronometrada do circuito, o qual é dividido em três partes! Ele faz a primeira parcial 0.126s, acima do tempo de Schumacher. Para piorar, o segundo trecho do circuito está um pouquinho molhado e ele faz 0.498 acima do melhor tempo, mas ainda ele pode conseguir a segunda colocação! Então ele acelera tudo o que pode no trecho final do circuito, ele voa baixo, completa as duas curvas finais, "rasga" a reta e acontece o inacreditável!! Ele supera o tempo de Michel, arrancado um uníssono aplauso da torcida! Ele faz o tempo de 1m32s951, ou seja -0.001s do tempo de Schumacher, conseguindo a pole position. Depois que ele completa sua volta a chuva desaba sobre o circuito.

Como todos imaginavam. As quarta primeiras posições são ocupadas por Danilo, Michel, Saito e Haikkonen.

Chega o dia da corrida. Antes dos carros saírem dos boxes é realizada no circuito a festa de encerramento da temporada. O dia está próprio para isso. 24 graus a temperatura ambiente e 48 graus no asfalto.

Os pilotos fazem um desfile tradicional sobre um carro, uma pikup acenando aos torcedores. Danilo sempre fazia isso de modo discreto. Aviões monomotores fazem manobras arrasantes sobre o circuito e criando faixas de nuvens. Fogos de artifício, confetes e muito mais, fazem parte da festa que antecede a corrida.

Chega a hora de os carros se alinharem no grid e fazerem os ajustes finais. Os repórteres de todo o mundo não deixam os pilotos em paz, sempre perguntando o que espera da corrida. Quando perguntam à Saito, ele responde:

— Sem dúvida será uma corrida difícil, sem dúvida terei muita dificuldade, pois Danilo e Michel estão em minha frente. Fiz de tudo para largar na pole, mas a Ferrari e aqueles pilotos são incríveis, mas, que vença o melhor!

Depois disso, os repórteres japoneses, correm para perto de Haikkonen, o quinto colocado e fazem uma pergunta a ele, mais parecia que o repórter estava lutando, do que falando. Ele pergunta ao piloto, com muita ênfase:

— Haikikonene o que você espera dessa CORRRRRRIDAAAAAAAAAAAAAAAAA????

Por sua vez ele olha para o repórter e reponde tranquilamente:

— Larguei em quinto, terei muita dificuldade, mas confio em meu carro e na estratégia de minha equipe. Sei quanto meus adversários são poderosos em habilidade, mas ainda não tem nada perdido!!

Claro, não deixariam de também fazer perguntas a Danilo e Michel. A resposta de Michel foi a seguinte:

— Esses jovens são muito talentosos, terei muita dificuldade de vencer essa corrida. Sempre percebi que Danilo tinha muito talento, mas não esperava ter conseguido me superar. Agora me resta esforçar ao máximo e tentar o Hepta campeonato! (Ele conclui a frase com um sorriso no rosto)

Em seguida perguntam a Danilo o que esperava da corrida e ele responde:

— Sinceramente eu não sei! Tomara que eu consiga! A equipe se preparou bem, eu me preparei bem, mas uma corrida de Formula 1 é totalmente imprevisível!

Nos treinos da manhã o carro de Danilo apresentou um problema, que a equipe acreditava ter resolvido, pois não havia mais acontecido tal problema.

Finalmente todos os mecânicos e repórteres saem da pista, pois a corrida está preste a iniciar. A previsão de chuva é 0%! Os pilotos iniciam sua volta de aquecimento de pneus e apresentação. O mundo todo está ligado a esse evento! No Brasil, seus familiares acompanham pelos seus televisores, seus pais decidiram ficar e assistir no Brasil, um dos motivos não atrapalhar a concentração de Danilo. Alguns de seus amigos e conhecidos, assim como os parentes e conhecidos de todos os pilotos estão "ligados" na corrida!

Os pilotos se alinham no grid. É esperado o último piloto se ajustar, o Zsoft é claro! Os primeiros colocados são: 1. Santos (Ferrari) - 2. Schumacher (Ferrari) - 3. Saito (BAR) - 4 Couthard (McLaren) - 5. Haikkonen (McLaren) - 6. Button (BAR) - 7. Fisichella (Jordan) - 8. Alonzu (Renault) - 9. Trullle (Renaut).

A tensão aumenta cada vez mais e mais, conforme o tempo vai passando. Se nenhum desses quatro pilotos pontuarem o campeão será o brasileiro Danilo Santos. As luzes se acendem! Os pilotos pisam em seus aceleradores e os roncos dos motores dos carros ressoam em todo circuito. Eles vão largar!! Se os quatro pontuarem quem ficar na frente será o campeão.

Quanto a Danilo, ele está muito tenso! Seu coração parece que vai pular pela boca! Por mais que tenha treinado, é a primeira vez que ele disputa um título, sua responsabilidade pesa em seus ombros. Por mais que ele tenha treinado em simulador, nenhum vídeo game, prepara a pessoa para a vida real.

Uma a uma vai se apagando. Das seis luzes três já apagaram. A ansiedade e a tensão aumentam, quando... Alguém faz um sinal indicando problemas. Bandeira amarela em todo circuito. Os carros irão partir para uma nova volta de apresentação e o carro de Fisichella da Jordan será retirado e largará na última posição.

Os carros partem para uma nova volta de aquecimento de pneus. Logo todos os carros se alinham novamente no grid. Os pilotos aceleram, os roncos dos motores ecoam novamente, três das luzes vermelhas se apagam. A tensão e a ansiedade agora são em dobro. Quando outro piloto acena que apagou o motor. Novamente haverá uma nova volta de apresentação. Só que dessa vez é o brasileiro Danilo Santos.

Todos ficam desapontados, ele tinha grandes possibilidades de conquistar o mundial de pilotos.

Ele corre para seu carro reserva nos boxes. A equipe faz rapidamente alguns ajustes e completa o tanque de gasolina.

Os pilotos então se alinham, Alonzu e Saito, tem espaço a mais para tentar fazer uma boa largada. As luzes se apagam e largada! Muita emoção! Saito assume a ponta. Schumacher em segundo, Couthard deixa seu companheiro ultrapassá-lo, Haikkonen passa ser o terceiro. Alonzu também se beneficiou com a quebra de Fisichella e é o quinto colocado! Os dois carros da Minardi se tocam e abandona a corrida, Danilo recupera já quatro posições antes de completar a primeira volta.

Michel tenta ultrapassar Saito de todas as maneiras nas voltas seguintes mas Haikkonen não fica para trás. Danilo lá trás já é o décimo quarto e já passa ultrapassa Mark Webber e já é o décimo terceiro colocado!

Volta atrás de volta, Danilo voa baixo e faz sempre a melhor volta. Sua performance é surpreendente. Seu talento e seu preparo no simulador sem dúvida o ajudaram muito!

Na parada dos boxes da décima sexta volta McLaren faz um bom trabalho para Haikkonen ele consegue sair na frente do alemão e do japonês. Danilo com as paradas nos boxes já é o sétimo colocado e tem a melhor volta da pista. Ele aproveita a pista "vazia", enquanto todos param nos boxes, e os pilotos que não estão disputando nada, não oferecem resistência e facilita a sua ultrapassagem.

Danilo está no limite de seu carro. Agora que ele está mais na frente terá muito mais dificuldade para fazer ultrapassagens, principalmente nos companheiros de equipe de Saito e Haikkonen.

Mesmo com sua parada nos boxes, na metade da corrida ele não será prejudicado pois os outros terão que parar mais uma vez. Nada está perdido para Danilo!

Haikkonen está em primeiro Saito em segundo, Michel em terceiro e Danilo espetacularmente já é o quinto colocado. Contudo, ele está 20 segundos dos primeiros colocados, praticamente será impossível alcançá-los!

Estamos um pouco mais da metade da corrida, quando Trulle da Renaut bate no muro e direção de prova decidiu colocar bandeira amarela em todo circuito e Safety Car até a retirada do carro dele. Trulle não sofre nada de mais grave.

Havia uma diferença razoável entre Haikkonen e os demais pilotos. Era tudo que o finlandês não queria.

Com a entrada do Safety Car, os carros não podem ultrapassar em todo o circuito e como um reboque, ele fica na frente de todos os carros, limitando a velocidade de todos os pilotos, pois o Safety é um carro de rua, não chega nem metade da velocidade de um Formula 1. Mesmo assim, o primeiro colocado ou líder, é que dita o ritmo de todos os outros pilotos.

Enquanto isso os pilotos fazem um "balé" com seus carros, virando o carro de um lado para o outro da pista, para manter aquecidos seus pneus. Finalmente o Safety apaga as luzes de sua sirene, indicando que a volta seguinte ocorrerá a relargada! Os carros estão bem mais próximos, a chance de Danilo aumenta significativamente!

Depois da Re-largada, Haikkonen recebe muita pressão de Saito e acaba cometendo um pequeno erro e cai para a quarta posição. Agora Danilo já é o terceiro.

Os pilotos vão para as voltas finais da corrida para o tudo-ou-nada. A distância entre os quatro é insignificante.

Saito é o lider! A motivação vinda da torcida ajuda a "empurrar" o carro para frente. Michel tenta passar o japonês de todas as maneiras. Haikkonen está muito próximo também de Michel. Esta disputa ajuda Danilo a se aproximar dos lideres.

Falta quatro voltas! Saito, Michel, Haikkonen, completa a volta com menos de meio segundo de diferença! Danilo tira cerca de meio segundo por volta. Michel coloca seu carro a vista de Saito, ele olha para o retrovisor, vê nada mais, nada menos, o hexa-campeão em sua traseira. Sua equipe manda ele ter calma, mas ele está no seu limite!

Schumacher é muito experiente faz pressão no Saito para que ele provoque um erro e possa ultrapassá-lo. Em todas as oportunidades tenta forçar uma ultrapassagem, mas não consegue.

Haikkonen apenas observa a luta entre os dois, aguardando eles se tocarem e ultrapassá-los. Danilo, completa mais uma volta e cada vez está mais próximo dos três primeiros.

Lá atrás, Zsoft comete um erro, e acaba saindo da pista e abandonando a corrida. Schumacher e Saito estão para completar a volta e faltará agora três voltas para a bandeirada final. O alemão e o japones "rasgam" a reta. Schumacher pega o vácuo do carro da frente, "cola" nele, faz a manobra de ultrapassagem, a reta está acabando, quem frear mais tarde será o líder, mas o perigo de sair da pista é muito alto. Schumacher freia bem em cima da curva, Saito trava as rodas, quase os dois se tocam e Haikkonen fica muito próximo dos dois!

Danilo está 1.515 segundos atrás do terceiro colocado. Ele está em seu limite! A equipe manda ele ter calma também, mas ele continua no limite da máquina, é tudo ou nada!.

Penúltima volta, Schumacher está para ultrapassar Saito, ele faz a manobra, mas Saito o fecha e ele tem dar um "X", a curva está chegando e ele desiste da manobra. Saito continua na liderança!

Haikkonen agora ameaça o alemão, força a sua McLaren no máximo, enquanto Danilo está muito próximo do finlandês.

Michel não desiste, mas Saito resiste heroicamente as tentativas do piloto da Ferrari.

Agora sim! Ultima volta! Michel e Haikkonen agora vão para o tudo o nada, Danilo está muito próximo dos três, mas para ele é impossível passar três pilotos tão competentes numa única volta, parece que o título dele escorre como areia entre os dedos. Mas a torcida agita mais ainda a corrida! Muitos estão torcendo para Danilo, para Ferrari e principalmente para Saito.

Estamos na última volta, Michel tenta ultrapassar Saito de todas as maneiras. A torcida vai para o delírio. Danilo logo atrás torce para que os dois cometam um erro para fazer a ultrapassagem. Haikkonen também não fica para trás! Nunca houve uma corrida tão emocionante na Formula 1!

Parece tudo perdido para Danilo e Haikkonen, quando Saito e Michel deixam para frear tarde de mais, fritam os pneus, se tocam na curva em S chamada de chinkane, curva que antecede a reta final. Haikkonen que estava muito próximo foi forçado a brekar muito forte, quase bate também! Danilo se "encosta" nos três.

Formula 1 - As Crônicas de Um Piloto - Danilo SantosAgora os quatro pilotos estão "juntinhos", a pista mal cabe os quatro pilotos, um do lado outro. Danilo faz a manobra de ultrapassagem, ele consegue passar Haikkonen. A diferença é de "um palmo" entre Danilo e Kini. O brasileiro faz uma manobra para a direita, Haikkonen para esquerda, todos estão quase terminando a corrida juntos, Danilo está quase passando os dois Haikkonen os três.... E bandeirada final... Danilo consegue ultrapassa-los no último centésimo de segundo!!! Para a emissora brasileira que transmite a Formula 1, tema da vitória para Danilo, o campeão mundial de Formula 1!! Schumacher fica em segundo e Haikkonen por um milímetro não consegue ultrapassar Saito ficando em quarto colocado.

Danilo comemora muito, afinal nunca houve uma temporada num nível tão elevado. Ele se solta do cinto, bate no peito, o mais jovem piloto a conquistar um mundial. Mesmo que Saito, não conseguiu o título os torcedores fazem uma grande festa, principalmente os ferraristas e alguns brasileiros, além de vários que passaram a torcer para Danilo, inclusive os japoneses.

Não houve uma corrida assim desde 1990 quando Senna de último consegue passar todos os pilotos, mas houve “marmelada” e a vitória dele foi inválida.

Danilo Santos o primeiro piloto a suceder Senna, como campeão brasileiro da F1, de uma forma gloriosa, a festa no pódio por Danilo é incrível. Ele festeja, pula como fosse criança. Os pilotos, depois dos hinos obrigatórios do Brasil e da Itália (porque a Ferrari é italiana) e depois da festa do champanhe, os pilotos se cumprimentam e se abraçam, pois o esforço deles era realmente incrível. A última corrida da temporada ficou assim:

Formula 1 - As Crônicas de Um Piloto - Danilo Santos1. D. Santos (Ferrari) Brasil 01h30s985

2. M. Schumacher (Ferrari) Alemanha + 0.001s

3. T. Saito (BAR) Japão + 0.001s

4. K. Haikkonen (McLaren) Finlandia +0.002s

5. D Couthard (McLaren) Escócia + 14.456s

6. F Alonzu (Renault) Espanha +15.879s

7 J-P Montoia (Williams) Colombia + 30.012s

8. R Schumacher (Williams) Alemanha +31.133s

9 J Button (BAR) - Inglaterra + 40.991

10. C da Matta (Toyota) Brasil +1 volta

11. C Krien (Jaguar) Austria +1 volta

12. M Webber (Jaguar) Austrália +1 volta

13. O Paniz (Toyota) França + 1volta

14 G Lamma (Jordan) Italia + 2voltas

15 J Fisichella (Jordan) + 2 voltas

16 ItaliaG Brunno (Minardi) Itália +3 voltas

17 Z Baummagtmer (Minardi) Austria + 4 voltas

18. J. Villaneuve (Sauber) Canadá + 4 voltas

N/a J Trulli (Renault) Itália Não completou

N/a R. Frentzen (Sauber) Não completou

Depois de toda a festa, Danilo novamente avisa que quer ter uma vida normal, longe de repórteres.

(Continua no próximo episódio...)

Gostou da histórinha? Compartilhe agora com os amigos: