Toyota F1 - foto by F1 Fanatic
País sede da Formula 1

Toyota F1

Toyota F1 Team

Primeira Temporada 2002
Último Grande Prêmio GP de Abu Dhabi em 2009
Anos que permaneceu na Formula 1: 8 anos
Fundador(es) Sakichi Toyoda
Últimos Pilotos Timo Glock | Jarno Trulli
Melhor Classificação da Equipe no Campeonato 4º em 2005


A história da Toyota F1

O projeto para que a montadora Toyota pudesse ter uma equipe que representasse a empresa na Formula 1 iniciou em 2000. Sua estreia aconteceu em 2002 no GP Austrália. Em seu ano de estréia. terminou o campeonato de construtores da décima colocação. Sua dupla de pilotos foi composta pelo desconhecido Allan McNish e o veterano Mika Salo.

Os bons frutos começaram a aparecer na temporada de 2003, com o impressionante desempenho de Cristiano da Matta.

Mesmo terminando em 7º lugar, p piloto Cristiano Da Matta, liderou o GP da Inglaterra por 18 voltas e quase conseguiu a pole position durante o GP Alemanha. De qualquer forma, o terceiro lugar no grid, certamente foi um resultado para se comemorar muito.

Em 2004 a equipe, substituiu Da Matta por Zonta, no GP Alemanha, que por sua vez trocou Zonta no GP Japão. A equipe caiu muito de ritmo neste ano, pontuando apenas em três corridas.

No ano seguinte, a equipe voltou a crescer, tendo seu auge, conseguindo duas pole positions e cinco pódios com sua nova dupla de pilotos, Jarno Trulli e Ralf Schumacher, fechando os construtores na 4º colocação com 88 pontos.

Já em 2006, a equipe voltou a cair de produção. Se esperava muito da equipe, pois era a melhor equipe em sentido financeiro. Tinha mais recursos que até mesmo a Ferrari! Foram muitos gastos para poucos resultados. Nesta temporada os dois pilotos, Trulli e Schumacher (Ralf), apenas somaram 33 pontos para o time.

Em 2007 a equipe decepcionou mais ainda, conseguindo apenas 13 pontos no mundial de construtores e Ralf se aposentou no final da temporada. A temporada de 2008, agora com o novato e promissor Timo Glock, acompanhado de Jarno Trulli, fizeram um campeonato mediano, se mantendo no pelotão intermediário.

Na última corrida da temporada, Glock foi taxado como aquele que decidiu o campeonato de 2008, quando permitiu a ultrapassagem de Lewis Hamilton na última curva do GP do Brasil. Até então, Felipe Massa era o campeão, mas ao ganhar sua posição, Hamilton somou os pontos necessários para consagrar-se campeão de 2008. Ele se defende dizendo que não havia como defender sua posição devido a condição de seus pneus e a da pista molhada.

O início da temporada de 2009 voltou a ser promissora para a Toyota. A mudança radical nas regras fez o time se beneficiar muito bem. Assim como a novata, Brawn GP, seus difusores (peça que fica na parte de baixo do carro) mostravam-se muito eficiente em relação as equipes sem a peça. Todavia, a medida que as equipes rivais foram se adaptando aos novos regulamentos, a Toyota voltou para o pelotão intermediário, tendo seu melhor resultado o pódio de Trulli no GP do Japão.

Nesta mesma temporada, Timo Glock, durante o GP do Japão sofreu um grave acidente. Devido a gravidade, ele não pôde participar nas corridas finais da temporada. Então a Toyota colocou em seu lugar Kamui Kobayashi, um jovem e ousado piloto, que se tornou a sensação das etapas finais. Sua estreia, no GP do Brasil, foi promissora realizando ousadas ultrapassagens e se defendendo bravamente de contra-ataques de até mesmo do bicampeão Fernando Alonso, na época piloto da Renault.

Tendo em vista a crise econômica mundial e o investimento sem retorno da Toyota, a montadora decidiu encerrar sua participação na categoria no fim daquela temporada.

Assim, a Toyota F1 ficou conhecida como a equipe que mais investiu e que menos se viu resultados. O time tinha o maior teto orçamentário da época, provando que não é só de dinheiro que vive uma boa equipe, embora isso seja a peça chave para qualquer um que tente se aventurar na Formula 1.

Além do mais, por questões políticas entre as duas montadoras japonesas, Honda e Toyota, a FIA foi obrigada a trazer de volta para o calendário o circuito de Fuji, excluindo o tradicional circuito de Suzuka, um dos favoritos de pilotos e torcedores. Assim, para não haver brigas, entre 2006 a 2009, os circuitos se revesavam, sendo que em 2007 e 2008 o GP do Japão foi no circuito de Fuji.

Portanto, para a alegria dos torcedores, Toyota e depois a Honda, se retiraram da categoria em 2009 e tudo voltou a normal desde então, referente ao circuito sede do GP do Japão.

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2002 - by f1-fansite.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2003 - by causeandeffects.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2004 - by f1-fansite.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2005 - by f1-fansite.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2006 - by topspeedf1.blogspot.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2006 - by autosport.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2007 - by wallpaperup.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2007 - by tmrtuned.wordpress.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2008 - by f1-fansite.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2009 - by grandprixweekly.com

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2009 - by wikimedia.org

Toyota F1, equipe histórica de Formula 1 de 2009 - by wikimedia.org

Estatísticas da Toyota F1

Grandes Prêmios 139 Pontos consquistados na F1278,50
Melhores Voltas 3 Maior tempo de equipe Jarno Trulli
Pole Positions 3 Mais fez Poles Ninguém
Vitórias 1 Quem mais venceu Ninguém
Pódios 13 Mais chegou ao pódioJarno Trulli
Titulos 0 Mais conquistou titulos Ninguém